.

ARTIGOS

Transtornos Alimentares
Cecilia Urbina CRP- 12/00957

Os Transtornos Alimentares caracterizam-se por severas perturbações no comportamento alimentar.
Inclui três diagnósticos específicos, Anorexia Nervosa e Bulimia Nervosa e Transtorno Alimentar Sem Outra Especificação.


- A Anorexia Nervosa caracteriza-se por uma recusa a manter o peso corporal em uma faixa normal mínima.
- A Bulimia Nervosa é caracterizada por episódios repetidos de compulsões alimentares seguidas de comportamentos compensatórios inadequados, tais como vômitos auto-induzidos; mau uso de laxantes, diuréticos ou outros medicamentos; jejuns ou exercícios excessivos.
Uma perturbação na percepção da forma e do peso corporal é a característica essencial tanto da Anorexia Nervosa quanto da Bulimia Nervosa.
- Transtorno Alimentar Sem Outra Especificação codifica os transtornos que não satisfazem os critérios para um Transtorno Alimentar específico.

Anorexia Nervosa
As características Diagnósticas essenciais da Anorexia Nervosa são:
-a recusa do indivíduo a manter um peso corporal na faixa normal mínima;
-um temor intenso de ganhar peso;
-uma perturbação significativa na percepção da forma ou tamanho do corpo; -o indivíduo mantém um peso corporal abaixo de um nível normal mínimo para sua idade e altura. Os indivíduos com este transtorno têm muito medo de ganhar peso ou ficar gordos (Critério B). Este medo intenso de engordar geralmente não é aliviado pela perda de peso. Na verdade, a preocupação com o ganho ponderal freqüentemente aumenta à medida que o peso real diminui. A vivência e a importância do peso e da forma corporal são distorcidas nesses indivíduos (Critério C). Alguns indivíduos acham que têm um excesso de peso global. A auto-estima dos indivíduos com Anorexia Nervosa depende em alto grau de sua forma e peso corporais. O indivíduo freqüentemente é levado à atenção profissional por membros da família, após a ocorrência de uma acentuada perda de peso (ou fracasso em fazer os ganhos de peso esperados). Quando o indivíduo busca auxílio por conta própria, isto geralmente ocorre em razão do sofrimento subjetivo acerca das seqüelas somáticas e psicológicas da inanição.

Bulimia Nervosa
As características diagnósticas essenciais da Bulimia Nervosa consistem:
-compulsões periódicas;
-métodos compensatórios inadequados para evitar ganho de peso, devem ocorrer, em média, pelo menos duas vezes por semana por 3 meses;
-auto-avaliação dos indivíduos com Bulimia Nervosa é excessivamente influenciada pela forma e peso do corpo.
Embora varie o tipo de alimento consumido durante os ataques de hiperfagia, ele tipicamente inclui doces e alimentos com alto teor calórico, tais como sorvetes ou bolos.
Os indivíduos com Bulimia Nervosa tipicamente se envergonham de seus problemas alimentares e procuram ocultar seus sintomas. A compulsão periódica freqüentemente prossegue até que o indivíduo se sinta desconfortável, ou mesmo dolorosamente repleto.
A compulsão periódica é tipicamente desencadeada por estados de humor disfóricos, estressores interpessoais.
Um episódio de compulsão periódica também se acompanha de um sentimento de falta de controle. Um indivíduo pode estar em um estado frenético enquanto leva a efeito a compulsão, especialmente no curso inicial do transtorno.
Outra característica essencial da Bulimia Nervosa é o uso recorrente de comportamentos compensatórios inadequados para prevenir o aumento de peso.
Os indivíduos com Bulimia Nervosa colocam uma ênfase excessiva na forma ou no peso do corpo em sua auto-avaliação, sendo esses fatores, tipicamente, os mais importantes na determinação da auto-estima.
A Bulimia Nervosa começa ao final da adolescência ou início da idade adulta.
A compulsão periódica freqüentemente começa durante ou após um episódio de dieta.
O comportamento alimentar perturbado persiste por pelo menos vários anos, em uma alta porcentagem das amostras clínicas.

Material elaborado a partir do DSM-IV.